Reforma

Conheça 4 tipos de infiltração e como identificá-los

janeiro 8, 2021
infiltração

A infiltração é um problema que pode ocorrer em qualquer construção e que representa um grande transtorno. Apesar de ser bastante comum em janelas e telhados, ela pode surgir em muitos outros locais de uma construção. Na verdade, existem alguns tipos de infiltração com suas próprias características, que possibilitam a sua identificação e solução.

O mofo é o primeiro sinal desse transtorno, podendo gerar problemas de saúde como alergias e outros acometimentos respiratórios. Diante disso, é imprescindível que fiquemos atentos aos primeiros indícios do problema para que ele seja resolvido o mais rápido possível.

Neste post, vamos falar sobre os tipos de infiltrações que existem e como solucioná-los. Continue a leitura e confira!

Infiltração é a mesma coisa que vazamento?

Apesar de ambos serem causados pela água, são problemas diferentes. O vazamento é causado por um problema na tubulação, que pode ser um furo ou alguma abertura em suas estruturas, o que ocasiona a passagem da água.

A infiltração, por sua vez, caracteriza-se pelo excesso de umidade causado pela entrada de água em algum ponto, como em caso de janelas mal vedadas ou em telhados mal impermeabilizados.

Quais são os tipos de infiltração?

Apesar de o termo infiltração ser utilizado para todos os tipos de umidade, existem diferenças entre cada um deles. Confira!

1. Infiltração por pressão negativa

Acontece muito em construções residenciais e em obras de prédios, visto que ocorre por uma falha na impermeabilização — que surge durante a obra. Nesse caso, a umidade existente no solo se infiltra pelas paredes. É muito comum em áreas que se localizam abaixo do lençol freático e em locais de grande volume de chuva.

Como evitar: por meio de barreiras físicas, como as mantas.

2. Infiltração por intempéries

De uma forma geral, grande parte das infiltrações ocorre por intempéries, que se caracterizam pela ação da chuva nas paredes, janelas e telhados. Quando a água encontra alguma fresta, ela penetra e se acumula na infraestrutura da construção, formando uma infiltração.

Como evitar: algumas medidas podem combater o problema, como manutenção das telhas, instalação de calhas, cálculo correto da inclinação do telhado e uso de hidrofugantes no telhado.

3. Infiltração por condensação

Ocorre quando as partículas de vapor entram em contato com uma superfície fria e voltam ao estado líquido. Muito comum em banheiros, que ora estão frios, ora quentes, por conta da temperatura da água.

‍Como evitar: pode ser combatida por meio de melhorias na ventilação dos ambientes. Isso pode ser feito com a ajuda de exaustores e a instalação de janelas. Isso porque, dessa forma, o vapor é eliminado rapidamente.

Outra medida, nesse caso, é o uso de coberturas impermeáveis que aumentam a tensão superficial, como o gesso com hidrofugante e a argamassa polimérica.

4. Infiltração ascendente por capilaridade

Ocorre devido à impermeabilização mal feita nos materiais utilizados em pisos e alicerces. Assim, a umidade acaba penetrando nos poros da argamassa e do concreto, infiltrando-se aos poucos. Com o tempo, esses materiais sofrem uma dilatação e passam a demonstrar efeitos aparentes, como rachaduras.

Como evitar: utilização de impermeabilizantes para pressão negativa e aditivo impermeabilizante rígido no concreto.

Como você conferiu no conteúdo, para cada tipo de infiltração existe uma forma adequada de prevenção. Lembrando que é sempre melhor evitar o problema por intermédio de medidas que podem ser tomadas no momento da obra ou construção.

Gostou deste post? Veja, então, outro conteúdo igualmente interessante, que mostra como detectar infiltrações na parede!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário