Hidráulica

Caixas de inspeção, gordura e areia: veja como é a instalação

agosto 9, 2019
Tempo de leitura 3 min

Entupimentos na rede de escoamento de uma casa geram muitos transtornos. Por isso, a prevenção é sempre a melhor saída. Muito antes do uso, ainda durante a construção, medidas devem ser tomadas para evitar problemas. Entre elas, a instalação de caixas de inspeção, gordura e areia é uma ótima opção.

Mas você sabe quando usar cada uma e as diferenças fundamentais entre elas? As caixas de inspeção, por exemplo, além de terem atuação importante na prevenção, são uteis para quando ocorre algum entupimento ao longo da tubulação.

Todo o efluente que vai para o encanamento passa por uma dessas caixas, antes de ser lançado no sistema da rua. A função delas é barrar detritos que possam entupir as vias. Quer saber mais sobre as caixas de inspeção, gordura e areia e entender como instalá-las? Continue a leitura a seguir para conferir.

Caixa de inspeção

É um pequeno tanque em que toda a água usada em banheiros e área de serviço é despejada. Como o próprio nome diz, ela serve de inspeção para o fluxo e aponta para problemas no caminho do esgoto antes que o líquido chegue à rede.

As caixas de inspeção ficam no máximo a 25 metros umas das outras. Para ter acesso e desobstruir a tubulação, basta abrir a tampa. Por meio delas, é possível observar se a água corre livremente ou se há objetos e detritos impedindo a passagem.

Normalmente, a instalação é feita nos pontos do encanamento onde há interligação de mais tubulações. Dessa maneira, a caixa, além de servir para inspeção, faz a interligação e torna o sistema de esgoto mais eficiente e simples.

Caixa de Gordura

Também é um tanque, só que por ele o que passa é a água da cozinha. Essa caixa retém a gordura que sai quando lavamos pratos e panelas na pia ou na máquina de lavar louças. A gordura, quando esfria, forma um bloco sólido que se fixa na tubulação. Portanto, sem a caixa, os entupimentos seriam inevitáveis.

Como água e óleo não se misturam, o líquido entra pelo tubo, cai no compartimento e sai pelo lado oposto, já livre de gordura. A gordura fica boiando, enquanto a água consegue passar. Acontece que vai se formando uma crosta, que precisa ser retirada a cada seis meses para que não ocorram problemas de funcionamento.

Caixa de areia

Criada para drenar o fluxo pluvial, a caixa de areia permite que folhas e outros objetos que entram na tubulação pela calha sejam barrados. A instalação é feita em redes, a fim de impedir a infiltração para o solo.

O que acontece é que as partículas que devem ser removidas chegam à superfície, já as que são muito pequenas atingem o fundo sem serem arrastadas pelo fluxo.

Instalação

As caixas devem ser instaladas na tubulação de maneira eficaz para que o projeto de esgoto funcione normalmente. Caso não saiba localizar onde estão os tubos, o melhor é contratar um profissional que possa mapear o imóvel.

O instalador hidráulico vai localizar a válvula de acesso, que costuma ficar perto do banheiro, e inserir uma sonda de encanamento na tubulação. A sonda vai mostrar onde está a rede de encanamento do local. Assim, será possível instalar de maneira correta as caixas de inspeção, gordura e areia.

Caso você ainda tenha dúvidas sobre o assunto, leia nosso artigo com dicas para instalação hidráulica residencial. Certamente, você vai ampliar seus conhecimentos.

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário

Scroll Up